Categoria Notícias

pormarketing

Brasileiro de Motocross em MG: Roman Jelen assume liderança na MX3 e outros pilotos IMS se destacam na MX1 e MX2

roman

Roman Jelen da IMS Honda Ipiranga Rinaldi é o líder na MX3 / Foto: Guto Bernardes

MX3
Roman Jelen, da equipe IMS Racing, venceu a 3ª etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross 2016 em Extrema, Minas Gerais, neste sábado, dia 16 de julho.
Com o cotovelo machucado e mesmo com um tombo na largada, ele chegou à vitória. A prova aconteceu com chuva. O traçado de subidas e descidas exigiu toda a técnica dos experientes pilotos.

hector-ims

Hector Assunção da Honda IMS fez o primeiro pódio na MX1 / Foto: Vipcomm

– Foi difícil, a pista tava muito lisa, tinha muita umidade, não estava fácil. Normalmente quando estamos na largada é um momento de muita adrenalina. A cabeça não pensa direito, só pensa em ir mais rápido, não saí na frente por causa da lesão, mas recuperei bem e estou feliz de ganhar – declarou Jelen ao site brmx.com.br

MX1
Hector Assunção deu show na pista de Extrema (MG), onde pressionou o adversário equatoriano Jetro Salazar, da Escuderia X, equipe satélite da Honda e garantiu o terceiro lugar para a Honda na categoria Mx1 na terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross. O piloto ficou em 5º em uma bateria e chegou em 2º em outra, somando 89 pontos na classificação geral.

“Hoje foi uma prova muito boa, foi meu primeiro pódio na temporada. Na primeira bateria eu não consegui andar muito bem, acho que fiz uma largada ruim. Mas na segunda bateria foi totalmente diferente e mantive um bom ritmo, o que deu uma briga bem legal. E estou feliz com meu resultado e evolução, vou continuar treinando e tentando ganhar mais etapas daqui para frente”, contou Assunção.

salazar-ims

Jetro Salazar da Scuderia X Honda IMS é o novo líder da MX1 / Foto: Vipcomm

O português Paulo Alberto também subiu ao pódio na mesma categoria na quarta colocação e somou 110 pontos, ficando em quarto lugar no campeonato. Jetro Salazar assumiu a liderança da competição, além de ficar no lugar mais alto do pódio.

Venício Voigt, piloto IMS recém contratado, mostrou que está evoluindo e marcou ponto entre os 10 primeiros.

MX2
Gustavo Pessoa conquistou o quinto lugar e fechou a terceira etapa  da competição em segundo lugar, com 123 pontos. João Ribeiro, seu companheiro de equipe, não participou da prova por estar machucado. Na MxJr, Bruno Schmitz, da Dunas, equipe satélite da Honda, ficou com o 2º lugar.

Outros pilotos IMS que foram bem na etapa são Frederico Spagnol em 3º, José Felipe Mombach em 4º e Caio Lopes da IMS Honda Ipiranga Rinaldi foi o 7º na geral e também é o 7º no campeonato.

Destaque também para Rafael da Silva, o Bubinha que ficou em 4º na MX Junior.


IMS Racing é uma equipe satélite Honda com patrocínio de Ipiranga, Rinaldi, Cobreq, La Fruit, Yoshimura e Durag.

pormarketing

João Ribeiro assume liderança no Arena Cross e pilotos IMS vão para o Brasileiro focados na vitória

Caio

Caio Lopes fez o holeshot da MX2 / Foto: Guto Bernardes

4ª Etapa Arena Cross em Campinas – SP

Na MX2, apesar de ir ao topo da tabela, a corrida foi complicada para João Ribeiro, que terminou contundido. “Comecei bem o campeonato, mas não fui bem nas duas últimas etapas. Hoje, fui tocado na primeira volta e machuquei o pé (direito). Não desisti, e com muita dor consegui completar a prova em terceiro. Para a próxima etapa, espero uma corrida mais tranquila e que possa brigar pelo título”, afirmou o piloto. O holeshot foi de Caio Lopes, também piloto IMS.

Venício

Venício Voigt, novo piloto IMS na MX1 / Foto: Guto Bernardes

Na Pró, Paulo Alberto, que foi segundo nas duas baterias da Pro (ambas vencidas por Jean Ramos), lamentou o vacilo da última curva da segunda prova, quando perdeu a liderança a poucos metros da bandeirada final, mas já começou a planejar a última corrida do Arena Cross. “Na primeira, eu estava muito tenso. Consegui me soltar durante a prova e quase passei o Jean Ramos. Na segunda, liderei quase a prova toda, mas escorreguei no final e quase cai e o Jean me passou. Agora vou com tudo para a última, pois ainda tenho chances de ser campeão”, afirmou o português.

Outro destaque foi Venício Voigt, piloto IMS que veio de Santa Catarina. Apesar de muito jovem, apenas 21 anos, já corre de CRF 450 e foi bem em sua primeira experiência no Arena Cross.


3ª Etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross em Extrema – MG

Pela primeira vez na história do Campeonato Brasileiro de Motocross, a cidade de Extrema, em Minas Gerais, será palco da competição. A terceira etapa da temporada 2016, disputada neste fim de semana (16 e 17), na pista  de 1.400 metros construída no Parque de Eventos da cidade, promete boas disputas.

Roman

Roman Jelen, piloto esloveno da IMS na MX3 / Foto: Guto Bernardes

As provas começam no sábado com a Mx3. Roman Jelen, da Ipiranga IMS Rinaldi, é o vice-líder com 44 pontos, apenas seis a menos que o primeiro colocado, Antonio Balbi.

Na categoria Mx2, para motos até 250cc, Gustavo Pessoa é o líder, com 89 pontos, apenas dois de vantagem para Fábio Santos, o segundo colocado. Ele conquistou vitória emocionante na etapa de abertura e na segunda prova ficou em segundo. “As expectativas para este fim de semana são boas, é sempre bom conhecer e correr em um lugar novo. Espero fazer uma boa prova e competir de igual para igual com os demais competidores.”, ressalta o piloto da Equipe Honda IMS.

Na Mx1, Paulo Alberto, da Equipe Honda, é o terceiro colocado na principal categoria, após uma corrida sensacional que lhe garantiu o segundo lugar na última etapa, realizada em Paty de Alferes (RJ). Com isso, o português,  tem 74 pontos, 14 a menos que o líder da temporada, Jean Ramos . “A corrida em Extrema vai ter uma pista nova para todos. Então, vou dar tudo para ter o meu melhor nesse fim de semana e sair vencedor”, comenta Paulo, que está na sua segunda temporada na Mx1.

Quem também briga pelas primeiras posições da Mx1 é o Jetro Salazar, piloto da Escuderia X, satélite da Honda, que também usa os equipamentos IMS. Ele está em segundo, com 80 pontos.


IMS Racing é uma equipe satélite Honda com patrocínio de Ipiranga, Rinaldi, Cobreq, La Fruit, Yoshimura e Durag.